InícioGrupo EspecialEscolas de samba do Grupo Especial do Rio conseguem apoio financeiro do...

Escolas de samba do Grupo Especial do Rio conseguem apoio financeiro do Estado

Pela Lei Aldir Blanc, Mocidade, Viradouro, Beija-Flor e Grande Rio foram contempladas. Cada receberá ainda em fevereiro o valor de R$ 150 mil. As demais oito escolas vão ganhar o mesmo valor, mas que sairá do Fundo Estadual de Cultura (FEC)

As doze escolas de samba do Grupo Especial vão receber entre fevereiro e março um apoio financeiro do governo estadual do Rio de Janeiro. A confirmação foi dada ao CARNAVALESCO pelo deputado estadual e ex-presidente da Mangueira, Chiquinho da Mangueira.

Pela Lei Aldir Blanc, as escolas Mocidade, Viradouro, Beija-Flor e Grande Rio foram contempladas. Cada receberá ainda em fevereiro o valor de R$ 150 mil. As demais oito escolas vão ganhar o mesmo valor, mas que sairá do Fundo Estadual de Cultura (FEC).

“Levei o presidente Jorge Castanheira (Liesa) para uma reunião com a secretária de Cultura, Danielle Barros, e depois todos nós estivemos reunidos com o governador Cláudio Castro. As oito escolas que ficaram fora da Lei Aldir Blanc vão receber o mesmo valor pelo Fundo Estadual de Cultura. Com a abertura do orçamento, a previsão de pagamento é para segunda quinzena de março. Foi um golaço. A cadeia produtiva do carnaval está em uma situação muito delicada. É um plano emergencial de socorro às escolas de samba e aos seus profissionais que se encontram sem o seu meio de sustento. A indústria de carnaval gera milhares de empregos diretos e indiretos”, disse Chiquinho ao CARNAVALESCO.

Segundo Chiquinho, as escolas devem fazer lives com o valor recebido, mas também será para pagar suas equipes de funcionários/colaboradores. O deputado citou também que o prefeito Eduardo Paes lançará um projeto para ajudar o carnaval das escolas de samba, como fez com os blocos.

“Tenho certeza que o prefeito apresentará um grande projeto nos próximos dias. Ele é altamente comprometido com o carnaval. Ficamos quatro abandonados pela Prefeitura do Rio. Agora, o Eduardo sabe e reconhecer a importância das escolas de samba”.

Deputado Chiquinho da Mangueira e o presidente da Liesa acertaram o apoio com o governador Cláudio Castro

O deputado falou também sobre o interesse do governador Cláudio Castro em ajudar o carnaval das escolas de samba. Chiquinho lembrou que nos dois últimos carnavais (2019 e 2020) o apoio do governo estadual foi fundamental.

“O Estado, no momento mais difícil do carnaval, nos ajudou por dois anos seguidos. A promessa é que isso vai seguir. O governador está muito empenhado em conseguir uma empresa que possa usar a Lei do ICMS para apoiar todas escolas de samba e assim termos condições de tocar os projetos desde o mês de agosto”.

Sobre o projeto de um carnaval fora de época, anualmente, para o mês de julho, Chiquinho disse gostar da ideia, mas que é preciso entender como chegará o recurso.

“O governador acha uma boa ideia. Acho que para existir tem que ter receita. De onde virá o recurso?”, questionou.

- ads-

Sinopse da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval 2025

Enredo: “LAÍLA DE TODOS OS SANTOS, LAÍLA DE TODOS OS SAMBAS” INTRODUÇÃO / JUSTIFICATIVA "Veje bem", A importância do Laíla para o Samba e o Carnaval é...

Cícero e Lara comentam enredo da UPM para o Carnaval 2025: ‘Foi amor à primeira vista’

Cícero Costa e Lara Mara, pai e filha, são diretores de carnaval da Unidos de Padre Miguel. A escola, em preparação para o Carnaval...

Fazendo jus ao nome escola de samba, Tarcísio Zanon encontra receita para os enredos da Viradouro

Tarcísio Zanon, carnavalesco da Viradouro desde 2020, conversou com o site CARNAVALESCO e revelou o que esperar da Vermelho e Branco de Niterói para...