As 12 escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro fazem neste sábado e domingo, na Cidade do Samba, os mini desfiles para o lançamento dos sambas-enredo e a abertura do Rio Carnaval 2023. Em entrevista ao site CARNAVALESCO, Elmo José dos Santos, diretor de carnaval da Liesa, falou sobre a importância da realização do evento, pela segunda vez consecutiva.

“A segunda edição reafirma um marco do carnaval. Tudo começou na pandemia. As escolas não querem mais voltar para aquele sistema antigo no palco. Agora, elas podem colocar todo o povo para desfilar e defender a cultura popular. É um momento muito importante para o carnaval. O mini desfile é o grande grito de carnaval das escolas de samba. As escolas reafirmam que vão fazer um grande espetáculo. Elas estão muito empolgadas. Dessa vez, a Liga preparou uma queima de fogos antes de cada apresentação. No fim do dia, vamos ter aquele nosso tradicional arrastão do povo atrás da última escola. Mesmo com Copa do Mundo, nós estamos presentes e firmes vamos defender com unhas e dentes nossa bandeira do samba. Vamos celebrar o Dia Nacional do Samba. Por isso, eu celebro os grandes mestres do passado que fizeram muito no passado pelo samba”, disse Elmo.

Foto: Henrique Matos/Divulgação Liesa

O diretor de carnaval da Liesa também falou sobre o que será permitido fazer durante o mini desfile. “A única regra é que a bateria terá até 50 ritmistas. Combinamos que o limite será de 240 componentes por agremiação. O carro de som poderá ter até quatro cantores. Colocamos como opcional ter o tripé na frente de cada mini desfile. No mais, a gente deu liberdade para cada escola organizar seu mini desfile. Preparamos uma grande infraestrutura. Quem for de fora do Rio ou não puder ir poderá assistir uma grande transmissão no YouTube. O comando será do Milton Cunha”.

Para receber os mini desfiles, a Cidade do Samba ganhou ares de Sambódromo, com direito a relógio de cronometragem, pista pintada, áreas de concentração, dispersão e a tradicional queima de fogos, que anuncia a entrada das Escolas na Avenida. Segundo Elmo, os dois dias de espetáculo terão um início bem animado, com a folia do Cacique de Ramos meia hora depois da abertura dos portões, que acontecerá às 19h, no sábado, e às 18h, no domingo.