InícioGrupo EspecialÉ a Estrela Guia! Gabriella Mendes, da Mocidade, é eleita a Rainha...

É a Estrela Guia! Gabriella Mendes, da Mocidade, é eleita a Rainha do Carnaval 2024 do Rio de Janeiro

Além de Gabriella Mendes, Rainha de 2024, a corte do Rio terá Bruna dos Santos (1ª Princesa - representante da Mangueira), Ana Carolina de Souza (2ª Princesa - da Unidos de Bangu); e Caio César (Rei Momo - da Mangueira)

Épico. Palavra que resume o sentimento que contagiou a noite da Grande Final que elegeu os representantes da Corte Real 2024, em uma disputa que reuniu 10 candidatas para o título de Rainha e Princesas e cinco finalistas para o posto de 1º Rei Momo e Único. E que a partir de agora, são: Gabriella Mendes Medeiros (Rainha – representante da GRES Mocidade Independente de Padre Miguel), Bruna dos Santos Gomes de Menezes (1ª Princesa – representante da GRES Estação Primeira de Mangueira), Ana Carolina de Souza (2ª Princesa – representante da Unidos de Bangu); Caio César (Rei Momo – representante da GRES Estação Primeira de Mangueira) e João Vitor Tavares (Vice-Rei Momo – representante Rosas de Ouro).

Foto: Nelson Malfacini/CARNAVALESCO

Gabriella Mendes, de 20 anos, é microempreendedora do ramo alimentício. A jovem está desde a infância na Mocidade, sendo mais de 10 anos dedicados para a ala de passistas.

LEIA MAIS

“É uma emoção muito grande. Quero representar da melhor forma possível a minha escola do coração. Tem destino sim esse dinheiro (da premiação do concurso). Precisa ter uma parcela reservada para os gastos com a Corte, é claro. Também quero começar um negócio com a minha mãe. Na verdade, a gente já tem, mas quero aprimorar. A gente vende massas, então abriria uma loja. Queria ainda investir um pouco na minha carreira também. Faço faculdade de estética e compraria alguns dos meus aparelhos. Basicamente, a ideia é investir o dinheiro para ter mais ainda”, disse Gabriella Mendes, em entrevista ao site CARNAVALESCO.

A nova Corte do Carnaval foi eleita por meio da disputa mais acirrada da História da Riotur. O resultado teve como base o somatório das notas de 10 jurados, (de 1 a 5), e com o adicional de 3 pontos para o mais votado pelo júri popular. Mais de 200 mil pessoas ajudaram a escolher através da votação no portal de notícias G1, que encerrou às 18h desta sexta-feira, 01/9, um recorde para as disputas.

Para o presidente da Riotur, Ronnie Costa, a nova Corte enfatiza, mais uma vez, a representatividade do Carnaval carioca e do Concurso.”É com imenso prazer que, a partir de hoje, temos uma Corte representativa, por meio de uma disputa democrática e inclusiva. Ao longo das etapas eliminatórias, o público pôde conferir cada história dos finalistas, suas trajetórias, e acompanhar todo o trabalho – que acontece durante o ano inteiro. A disputa reforça que o samba é cultura, é também o fortalecimento da maior representação artística do país: o Carnaval. E que começa aqui, no Rio de Janeiro, com a nossa festa e símbolos, como a Corte Real”, explica Costa.

Além de integrar a Corte Real do Carnaval 2024, os vencedores recebem uma premiação em dinheiro: a primeira colocada leva para a casa a coroa de Rainha e um prêmio na quantia de R$ 45.500. Já a segunda e a terceira colocada serão coroadas como Princesas, recebendo cada uma a importância de R$ 32.500. Para o título de 1º Rei Momo, o ganhador também recebe uma coroa, além de embolsar a quantia de R$45.000; já o Vice-Rei R$ 8.000.

Centenas de pessoas marcaram presença na Final do Concurso, que teve a Cidade do Samba como palco principal da festa. Para fazer da noite ainda mais memorável, a trilha sonora ficou por conta dele: Diogo Nogueira, que animou o público com o melhor da música brasileira com um show mais que especial.

E quem estava em casa não se sentiu excluído da celebração, já que o evento foi transmitido em tempo real pelo canal oficial da Riotur no Youtube, e pode ser assistido diretamente através da plataforma. Sob a batuta do apresentador e carnavalesco Milton Cunha, quem estava ligadinho na transmissão não perdeu nenhum momento do ‘esquenta’ antes do início do evento.

Ao todo, cerca de 25 mil pessoas assistiram a transmissão via internet, que seguiu em todas as várias fases do Concurso. Para quem quiser conferir as imagens, basta acessar a página oficial da Riotur.

Coreógrafos celebram concurso

A disputa marca a História da Riotur, que antecipou o início do Concurso em quatro meses. No total, 106 candidatas se inscreveram no Concurso para Rainha e Princesas; 25 candidatos para o posto de Rei Momo. Para quem acompanhou o desenrolar do pleito, a diversidade foi o lema que carimbou o evento, que teve os coreógrafos Mayara Lima e Alex Coutinho como coordenadores artísticos das apresentações.

”Nunca imaginei estar aqui como coreógrafa, nessa nova reformulação é muito importante. Fico feliz e honrada de fazer isso junto ao Alex, podendo mostrar um outro lado meu, que é o de professora de samba. A próxima Corte vem com passistas maravilhosas”, pontua Mayara. Já para Alex, a alegria em ver as passistas na passarela é se torna motivação para o mundo do samba. ”Aprendemos muito ouvindo as vivências das candidatas, com todas tendo a chance de ampliar suas vozes, representando nossa classe com muito samba no pé. Como diretor de passista, amante do samba, que trabalho com o samba no mundo todo, me sinto lisonjeado e só posso agradecer”, comemora.

Wilson e Bianca reconhecidos pelo trabalho

Duas outras personalidades também puderam ver de perto cada fase do Concurso: Wilson Dias e Bianca Monteiro, apresentadores da disputa. Para eles, que já estiveram presentes como Rei Momo e Princesa, estar nessa fase os enriqueceu como profissionais do samba. ”Escutar cada história, cada comunidade gritar, de verdade, me tornar hoje, um outro profissional. Saio deste Concurso com muito mais bagagem do que eu entrei”, comenta Wilson, que foi Rei Momo nos anos de 2014, 2015, 2016, 2019 e 2022.

Para Bianca, a reverência à ancestralidade, escolhida para o último dia, é uma forma de homenagear o passado e olhar para o futuro, que já se inicia com a nova Corte 2024. ”Trouxemos a África como ancestralidade para o palco, já que acreditamos que só chegamos aqui por conta deles. Estar ao lado do Wilson, já estive dois anos como Princesa e hoje apresentadora, é um outro degrau na nossa vida. E poder constituir isso junto, não tem palavras. Estávamos acostumados a nos expressar e movimentar com nossa dança, e agora fazer isso com o microfone, é uma experiência única. Entrar na mudança do Concurso é uma vitória. É o samba vencendo”.

- ads-

Excelência consecutiva no Salgueiro! Nota 80 em Harmonia, Alemão do Cavaco fala do trabalho no carro de som da escola

O samba-enredo do Salgueiro foi muito comentando no pré carnaval, sendo considerado um dos melhores da safra de 2024. A obra ganhou popularidade após...

Unidos de Vila Isabel abre inscrições para cursos gratuitos na quadra

A Unidos de Vila Isabel já está com inscrições abertas para a nova fase do projeto social conduzido por meio do Instituto Celeiro de...

‘Roteiro dos Desfiles’: 15 anos promovendo o carnaval da informação’

O Roteiro dos Desfiles vestiu a fantasia e trouxe seus destaques para mais uma edição exclusiva da publicação mais querida da Sapucaí. Celebrou seus...