InícioSão PauloDe volta ao Especial, Tucuruvi propõe reflexão sobre o carnaval

De volta ao Especial, Tucuruvi propõe reflexão sobre o carnaval

Site CARNAVALESCO visitou o ensaio de canto na quadra. Escola levará para o Anhembi o enredo “Carnavais…De lá pra cá o que mudou? Daqui pra lá o que será?”

De volta ao Grupo Especial de São Paulo, o Tucuruvi já toca sua preparação para o desfile em 2022. O site CARNAVALESCO visitou o ensaio de canto. A escola levará para o Anhembi o enredo “Carnavais…De lá pra cá o que mudou? Daqui pra lá o que será?”.

Rodrigo Delduque, diretor de carnaval, comentou a volta dos ensaios. “O sentimento era de saudade. Voltar a fazer o que sempre fizemos, com amor, dedicação. Estamos nos preparando para a volta triunfal. Nossa programação será toda quinta e sábado”.

Intérprete oficial do Tucuruvi, Leonardo Bessa, falou do entrosamento com a bateria. “É uma alegria muito grande. Passamos mais de um ano sem contato com as pessoas que gostamos tanto. Poder voltar é a certeza que tudo voltará ao normal. Vamos fazer o carnaval da melhor maneira possível. A Tucuruvi está preparada. O nosso samba é um grito de alerta para o povo do carnaval e do samba. Fizemos um desfile de alto nível em 2020, a sintonia é perfeita do carro de som e bateria”.

Diretor harmonia, Gabiru, ressaltou a vontade dos componentes da escola. “A gente já está trabalhando com máscara. Estamos seguindo os protocolos. Temos que estar preparados para tudo. O componente está consciente. Se tiver que desfilar com máscara vamos cumprir. Nossa comunidade está com muita vontade e energia. Será um ano em que a comunidade vai agregar ainda mais. Podem esperar um canto forte e alegre. O samba e o enredo pedem”.

Comadante da bateria do Zaca, mestre Serginho explicou o sentimento da volta dos ensaios com os ritmistas. “As pessoas estão muito animadas. Tivemos bastante calma para trabalhar o samba e fazer os arranjos. Vamos levar três bossas para Avenida. Será uma sequência, como fizemos em 2020. A expectativa é grande. Estou em casa com essa comunidade. A bateria é uma família”.

Para o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luan Caliel e Waleska Gomes, revelou que não parou de ensaiar.

“É sinal de superação. Passamos por tudo isso e estamos aqui. É um encontro, renascimento. Estamos novamente com nosas famílias. A nossa preparação sempre foi bem intensa. Mesma na pandemia, a gente não parou, apenas reduzimos. O condiciamento ainda não é o mesmo de 2020, mas já estamos desde julho no Anhembi e seguindo no trabalho para conseguirmos o melhor resultado para escola. O que posso dizer da fantasia é que o nosso carnaval é passado, presente e futuro”, citou a porta-bandeira.

“A pandemia foi difícil para todo mundo. Dançar é muito importante para gente. Reencontrar a comunidade e conversar é maravilhoso. Sentir o nosso clima. O ensaio é também para o psicológico. Já estamos com entrosamento legal, a coreografia acertamos algumas coisas e podem esperar um ano muito melhor. Vamos abrir o carnaval com tudo. Nossa fantasia é imponente”, completou o mestre-sala.

VEJA FOTOS DO ENSAIO

- ads-

Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues assumem Comissão de Harmonia no Arranco

Para o Carnaval 2025, o Arranco contará com uma Comissão de Harmonia formada por Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues. Jackson Carvalho começou sua...

Vizinha Faladeira será homenageada com conjunto de Medalhas de Mérito Pedro Ernesto

No próximo dia 23 de abril, a histórica Associação Recreativa Escola de Samba Vizinha Faladeira, uma das pioneiras no cenário do carnaval carioca, terá...

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...