O Império Serrano foi palco da festa dos sambas de 2023 das 15 escolas da Série Ouro. O evento contou com uma premiação realizada pelo site CARNAVALESCO dada aos compositores campeões juntamente com suas parcerias. Também na mesma noite teve o batizado seguido de apresentação da escola Imperadores Rubro-Negros, que desfila pela Série Bronze da Superliga. No dia 10 de dezembro irá ter a festa oficial, junto com um mini desfile na Cidade do Samba, em evento organizado pela Liga-RJ (Clique aqui para comprar seu ingresso). * VEJA AQUI GALERIA DE FOTOS COMPLETA DO ENCONTRO

Fotos de Allan Duffes/Site CARNAVALESCO

No encontro do último sábado para ter um melhor desempenho as escolas fora divididas em cinco grupos com três instituições em cada. Sendo assim, os intérpretes das agremiações subiam ao palco com os integrantes do carro de som e cantavam três sambas, incluindo, exaltação, um antigo e o do carnaval de 2023.

Os segmentos que mais estiveram presentes durante as apresentações foram: ala das baianas, passistas, casais de mestre-sala e porta-bandeira. Além disso, algumas escolas optaram por levar rainha de bateria e também comissão de frente para realizarem seus shows.

Sede da festa importante para o mundo do samba, o Império Serrano fez uma apresentação muito boa, mas quem abrilhantou ainda mais foi a “Sinfônica do Samba” comandada pelo mestre Vitinho. O presidente do Império Serrano, Sandro Avelar, conversou um pouco com a equipe do CARNAVALESCO e falou sobre o que representava a agremiação ser palco do evento.

“O Império Serrano recentemente fez parte da Série Ouro e fico muito lisonjeado em receber esse evento. Pois vale lembrar que antigamente as escolas da Série Ouro sempre recebiam as outras para o lançamento do CD. É um momento importante de confraternização, tendo em vista que tivemos um carnaval atípico em abril e muitas agremiações estão devagar, porque não receberam o subsídio ainda”.

Sandro também explicou sobre a importância da Liga-RJ fazer essas confraternizações como o mini desfile na Cidade do Samba e os ensaios técnicos no Sambódromo.

“A Liga-RJ tem a obrigação de resgatar espetáculos, não só como o desfile carnavalesco, mas o mini desfile, ensaios técnicos e o lançamento do CD. Ela está no caminho certo, mesmo com toda dificuldade, acredito que o carnaval colocou em potencial de crescimento”.

As 15 agremiações que fazem parte da Série Ouro estão na disputa pelo grande título: voltar a elite do carnaval carioca. E esse encontro com todos os pavilhões da mais gás para elas fazerem um belíssimo trabalho na avenida. É preciso lembrar que neste dia 20 de novembro é o Dia da Consciência Negra. E nada melhor do que realizar um grande encontro com escolas de samba. Intérprete do Império da Tijuca, Daniel Silva ressalta como é participar da festa na véspera desse dia importante.

“É a importância de uma exaltação principalmente perto de uma data como essa. Para a cultura popular brasileira, para o samba. Estamos vindo de um momento em que ficamos praticamente dois anos parados. Um evento como esse dentro da quadra do Império Serrano, que é uma escola que tem tradição é muito importante. Eu só tenho a agradecer ao presidente Tê e a toda comunidade do Morro da Formiga por estar no Império da Tijuca e participar dessa celebração”.

Se mantendo na Série Ouro desde que voltou a desfilar na Marquês de Sapucaí, a Acadêmicos do Vigário Geral tem como intérprete Tem-Tem Jr. Ele relata o que significa a realização do encontro das escolas de samba.

“Reunir todas essas agremiações, todas essas bandeiras mostra o ato de união. É o carnaval voltando com total força. O Sandro sempre demonstrou o gesto de reunir todos os sambistas e por isso está aí essa festa linda de hoje. Ver o sorriso da galera, todos com a sua família nesse evento muito agradável. São grandes sambas sendo apresentados ao público”.

Tem Tem Jr também deixou um pequeno spoiler sobre como foi gravar a faixa da Vigário para o CD. “Estamos vindo com um tema diferente dos últimos dois anos. A diretoria da escola junto com a presidente decidiu vir com a temática mais leve, infantil e a criação dos compositores deu muito certo. A Vigário tem um grande samba, possui tudo para fazer um belo desfile que mexe com o público e com as crianças”.

Voz da Inocentes de Belford Roxo para o carnaval de 2023, o intérprete da Caçulinha da Baixada, Thiago Brito elogiou a confraternização com as escolas.

“É sempre bom estar junto com todas as agremiações depois daquela pandemia louca. Chegamos até pensar que não íamos poder vivenciar mais isso aqui, mas agora seguimos para mais um carnaval. É uma importância muito grande para nós cantores e para a diretoria das escolas. Poder reencontrar amigos também me deixa muito feliz”, disse Thiago.

A Série Ouro terminou de gravar o último samba para o CD no dia 17. E todos estão na expectativa de ouvir como ficaram todos os sambas e para o intérprete não é diferente. “O samba é muito bom. Com a composição do Cláudio Russo, Junior Fionda, é uma galera maravilhosa que fizeram uma ótima obra. Na minha humilde opinião é um dos melhores sambas da Série Ouro”, conta.

“Aganjú – A Visão do Fogo, A Voz do Trovão no Reino de Oyo” é o enredo da Unidos de Bangu para 2023. Temática forte, que fez até com que o intérprete, Pixulé, fosse caracterizado para fazer a apresentação no grande encontro com as escolas de samba da Série Ouro. Para o cantor, participar da gravação do CD foi muito gratificante.

“Foi gratificante, porque o pessoal envolvido na gravação se identificou com o samba automaticamente, pois ele é o tipo de samba que tem a minha cara. É gratificante estar de volta depois de um tempo parado. Teve carnaval, mas foi aquele mais pra baixo. Agora estamos voltando de vento em poupa e isso aqui possui uma importância maravilhosa, porque é a união do sambista”.