InícioGrupo EspecialGrande RioCom Zeca presente e samba na boca do povo, Grande Rio realiza...

Com Zeca presente e samba na boca do povo, Grande Rio realiza ensaio técnico perfeito e vai em busca do bicampeonato

Atual campeã do Carnaval, escola de Caxias arrebatou o público e fez ensaio vibrante com vários pontos fortes

A Acadêmicos do Grande Rio, atual campeã do carnaval carioca, fechou com chave de ouro a maratona de ensaios técnicos na Marquês de Sapucaí. Na noite de domingo, a agremiação de Caxias passou pela avenida com o gabarito de quem é a atual campeã, mas também com as credenciais de quem vai em busca do bicampeonato. O ensaio, que durou pouco mais de uma hora, contou com o teste de luz e de som que serão vistos no desfile oficial. Vários foram os pontos fortes vistos nesta noite, o samba e consequentemente o canto da comunidade sobressaíram, mas vale destacar a belíssima apresentação da comissão de frente, o bailado sincronizado do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Daniel Werneck e Taciana Couto, além da cadência da bateria comandada por mestre Fafá, em ótima sintonia com o intérprete Evandro Malandro. * VEJA AQUI FOTOS DO ENSAIO

O cantor Zeca Pagodinho, grande estrela do desfile desse ano, esteve presente no ensaio e arrancou muitos aplausos do público presente, ele desfilou em cima de um tripé ao lado da família e rodeado de caixas de cerveja, doces e frutas, componentes da escola inclusive distribuíram cerveja nas frisas, o que causou enorme comoção. A Grande Rio será a segunda a desfilar no domingo de carnaval, dia 19 de fevereiro, quando levará para a Marquês de Sapucaí uma homenagem ao cantor Zeca Pagodinho, através do enredo “Ô Zeca, O Pagode, Onde É Que É? Andei Descalço, Carroça E Trem, Procurando Por Xerém, Pra Te Ver, Pra Te Abraçar, Pra Beber E Batucar”, desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora.

“Acho que foi muito bom, muito positivo. É nossa preparação final. Durante a semana a gente vai fazer ainda algumas reuniões, porque foi um treino no campo de jogo. Acho que a escola está quase pronta. Poucos detalhes. Gostei muito do canto, da participação da nossa comunidade. Esse é o nosso enredo. E todo mundo sai daqui feliz. Agora, feliz não é com salto alto, muito pelo contrário. Feliz com a atenção redobrada, porque nós temos que fazer isso e melhor no domingo. Mas eu saio satisfeito, porque tudo que eu queria ver aqui eu vi. Acho que a Grande Rio é uma escola completa. Os quesitos de chão hoje aqui fizeram muito bem o seu papel. E acho que o destaque é o conjunto da escola, canto, bateria, casal de mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente, a organização da escola. Então acho que é um conjunto. E para (gente) ser campeão o nosso gráfico não pode ser pra cima e pra baixo, ele tem que ser linear e no alto. A gente tenta manter isso. O que eu queria ver aqui eu acho que correspondeu muito bem. Agora, são reuniões, ver vídeos desse ensaio. Gosto muito de trabalhar com vídeos. Aqui no ensaio a gente já corrigiu muitas coisas, em ala e tal. Aqui é feito para isso mesmo. Pra errar e para corrigir. O recado pra galera toda está dado… e a gente está quase que 99% pronto”, explicou Thiago Monteiro, diretor de carnaval.

Comissão de frente

A expectativa em cima da consagrada dupla de coreógrafos Hélio e Beth Bejani é sempre a maior possível, pelo que foi apresentado durante o ensaio, podemos esperar mais uma comissão que tem tudo para ser marcante. Extremamente popular e de fácil leitura, a comissão passeou pela vida de Zeca, foi realmente uma imersão ao enredo, os componentes da comissão encantaram o público com uma dança alegre, bem coreografada e com passos bem marcados na letra do samba. No final da apresentação, o boneco que representava Zeca interagiu com os componentes da comissão e levantou o público da avenida. Vale ressaltar que diferente da maioria das escolas, a apresentação da comissão utilizou uma passada e meia do samba.

Mestre-sala e Porta-bandeira

Daniel Werneck e Taciana Couto formam um lindo casal e defendem com maestria o pavilhão da tricolor de Caxias, durante o ensaio desta noite ficou evidente o quanto eles se entendem apenas com o olhar, a dança deles é bastante coreografada e requer um maior nível de concentração e sincronismo, algo que eles dominam perfeitamente bem e com extrema naturalidade. Em um determinado momento eles davam um selinho e faziam o público vibrar. Foram três apresentações de excelência e que dão tranquilidade para o torcedor tricolor.

“Para genge foi maravilhoso. Senti pela primeira vez, no ensaio técnico, o teste de luz e som. Para gente foi bastante importante. É essa alegria que a Grande Rio vai trazer no domingo de carnaval. A gente sempre se cobra demais. A gente quer passar aqui e deixar nossa mensagem. Vamos assistir os vídeos e onde a gente consegue dar uma melhorada, vamos dar com certeza. O ensaio técnico é muito importante para saber o andamento da escola e o tempo que ela vai sair de um jurado para outro”, disse Daniel.

“Foi um ensaio maravilhoso. Sentir esse clima, sentir o clima da avenida, saber como anda o desfile, o andamento da comissão de frente e da bateria. É muito importante esse teste aqui, agora com luz e som. Ter esse previlégio pela primeira vez é super importante para gente. Conseguimos fazer na avenida o que a gente propôs e veio trabalhando durante o ano. Falar de Zeca, falar de alegria, falar de carnaval, da boemia. É isto que a Grande Rio está trazendo pra avenida, muito amor e comemoração pelo título. A gente sempre tem alguma coisinha pra ajustar, vamos assistir os vídeos e ajustar tudo pra domingo que vem”, completou Taciana.

Samba-Enredo

De autoria Igor Leal, Arlindinho, Diogo Nogueira, Myngal, Mingauzinho e Gustavo Clarão, o quitandinha de erê, como ficou popularmente conhecido, já estava na boca do povo antes mesmo de ser escolhido oficialmente pela escola como o samba-enredo oficial na homenagem a Zeca Pagodinho. Com uma melodia leve e uma letra fácil, é possível rapidamente viajar pelo subúrbio carioca nessa grande procura pelo Zeca, como propõe os carnavalescos.

No ensaio desta noite, antes mesmo dos primeiros acordes começarem, o público nas arquibancadas já cantava com enorme empolgação. O mesmo foi observado nas alas, a comunidade se divertiu e deu um show de canto. Várias foram as partes cantadas com mais empolgação pelos componentes, mas destaca-se o refrão do meio e o final do samba, “Zeca! Levante o copo para o povo brasileiro, te encontrei nesse terreiro, Xerém é o seu quintal!”.

Harmonia

Impulsionada pelo samba e o excelente desempenho do carro de som comandado pelo intérprete Evandro Malandro, a harmonia da Grande Rio foi um dos inúmeros pontos altos do ensaio, como dito anteriormente, o samba tem uma melodia leve e com letra fácil, o que permite todos se sintam envolvidos e queiram cantar, a bateria de mestre Fafá complementou esses fatores e elevou ainda mais o conjunto harmônico da escola. Os componentes se divertiram e cantaram com muita desenvoltura a obra, destacar uma única ala é até injusto, do início ao fim todos demonstraram muita empolgação e vibração, o que contagiou toda a avenida.

“Estou muito feliz e satisfeito de verdade, conseguimos fazer um ótimo trabalho e mostrar muita coisa que vamos fazer na avenida, muita coisa que vamos apresentar tanto para Sapucaí, quanto para o jurados, acho que foi bem concluído o papel. Para melhorar é só encher mais de gente e todo mundo cantar o samba junto, risos. O entrosamento é isso ritmo, melodia e harmonia tem que estar em uma só sintonia. A quitandinha de erê pegou no Brasil. Mas eu gosto muito do samba, tem melodia e é aguerrido. É um casamento perfeito este samba”, comentou o intérprete Evandro Malandro.

Evolução

A evolução se mostrou fluida e constante durante todo o cortejo, mesmo com um tempo maior de apresentação utilizado pela comissão, a escola não ficou parada excessivamente, pelo contrário, o ritmo foi tranquilo e sem atropelos, mesmo com alas com grande número de componentes e a presença de muitos destaques de chão, não houve espaçamento entre os segmentos. Os componentes se divertiram e brincaram carnaval, mas sem perder a organização.

Fotos de Allan Duffes/Site CARNAVALESCO

Outros destaques

Como de costume, a rainha Paolla Oliveira marcou presença à frente da bateria e demonstrou enorme sincronia com os ritmistas, durante as apresentações nos módulos de julgamento ela subia em um pequeno elemento cenográfico e interagia com os ritmistas de mestre Fafá, ela foi ovacionada durante toda sua passagem pela avenida.

“Acredito que o resultado tenha sido positivo. Para quem tinha dúvidas, a quitandinha de erê provou estar na boca do público. Tomou conta das arquibancadas, e a gente espera que no desfile seja tão bom quanto hoje. Sabemos que ainda temos detalhes para acertar, principalmente, por sermos uma escola perfeccionista, mas estamos confiantes. Sempre podemos melhorar. Como é um ensaio técnico, vamos analisar os pontos positivos e negativos. É assim que conseguimos trabalhar e evoluir. A gente sabe que falta só uma semana, então amanhã (segunda) já estaremos nos empenhando nisso. Temos quatro paradinhas. Em duas dessas, a gente deixa muito mais para o público cantar”, contou mestre Fafá, que levará 270 ritmistas para o desfile. “Estarão com fantasias incríveis. Vai ser uma surpresa absurda”, prometeu.

Marca registrada da escola, o ensaio também contou com a presença de algumas personalidades da mídia, como a influencer Pequena Lo, a atriz Monique Alfradique e os cantores Pocah e Xamã.

Colaboraram Cristiano Martins, Eduardo Frois, Luisa Alves e Rhyan de Meira

- ads-

Novo presidente da Riotur cita aumento na procura por hotéis com mais um dia de desfiles no Especial

Patrick Correâ é o atual presidente da Riotur, após ter assumido o cargo dez dias atrás, no lugar de Gustavo Mostof. O novo presidente...

Saldo positivo! Em ação inédita, sorteio do Especial para o Carnaval 2025 atrai público para a Cidade do Samba

As escolas do Grupo Especial se reuniram na noite da última quinta, para fazer a festa do sorteio da ordem dos desfiles, e descobrir...

Inocentes de Belford Roxo reedita enredo de 2008 no Carnaval 2025

A Inocentes de Belford Roxo levará para a avenida a reedição do enredo campeão do carnaval de 2008, “Ewe, a cura vem da floresta”,...