InícioGrupo EspecialCláudio Vieira: 'A Primeira Missa na Avenida'

Cláudio Vieira: ‘A Primeira Missa na Avenida’

Tempos difíceis para a Foliões de Botafogo, no início da década de 70, relegada ao terceiro e derradeiro grupo. Com o caixa baixo e sem nenhuma perspectiva de grana, a diretoria optou por um enredo barato: “A Primeira Missa no Brasil” – sentenciou o presidente, anunciando a solução: “Vem todo mundo de índio”.  Mas até os índios andavam escassos. Diante do fracasso que se desenhava, ninguém se animava a desfilar. Os ensaios eram uma lástima.

Um dos diretores resolveu pedir socorro a um amigo da Zona Oeste, presidente de um bloco de Realengo – cuja tradição era carregar para as ruas do bairro centenas de foliões fantasiados de índios. Seria a salvação.

A direção da Foliões se comprometeu a enviar cinco ônibus a Realengo para trazer a tribo inteira. E assim foi. No dia e horário marcados, os ônibus encostavam na concentração da Rio Branco, trazendo uma legião de guerreiros suburbanos.

Eram centenas de apaches, bem ao estilo Velho Oeste norte-americano, com roupas franjadas, tiras de esparadrapo no rosto e cada um com uma espingarda na mão. Não tinham absolutamente nada a ver com os nossos tupi-guaranis.

Mas não ficou por aí. Cercando o encabulado Frei Henrique Soares, os apaches da Foliões também faziam uma estranha coreografia. Voltavam-se todos para a direita, levantavam o trabuco e bradavam a uma só voz:

– Uhhhh! Depois, marchavam para o lado oposto, levantavam a espingarda e… – Uhhhh! Até que um dos diretores de harmonia, espumando de raiva, perdeu a paciência: – Que vocês não cantem o samba eu até admito. Mas, vão vaiar o cacete!

- ads-

‘Quando o enredo conquista, tende a iluminar o compositor’, diz Claudio Russo, após vencer o Estrela do Carnaval com o samba da Estácio

Claudio Russo, um dos autores do samba-enredo da Estácio de Sá no Carnaval 2024, festejou a vitória no prêmio Estrela do Carnaval, oferecido pelo...

Tinga sobre ter sido vencedor no Estrela do Carnaval como ‘Melhor Intérprete’ de São Paulo: ‘É uma honra ganhar pelo Império’

O intérprete Tinga está totalmente adaptado ao Império de Casa Verde. O carioca chegou ao ‘Tigre Guerreiro’ no Carnaval 2023 e logo se identificou,...

Império da Uva reforça equipe com a contratação de Alcides Kenga como diretor de carnaval

A Império da Uva deu um passo significativo ao adicionar Alcides Kenga à sua equipe como Diretor de Carnaval. Com mais de três décadas...