InícioSérie OuroApós 20 anos, Valéria Valenssa retorna à Sapucaí com a União de...

Após 20 anos, Valéria Valenssa retorna à Sapucaí com a União de Maricá, no ano em que a escola pisará pela primeira vez no Sambódromo

O ano de 2024 traz momentos marcantes no mundo do samba; os 40 anos do Sambódromo, a estreia da União de Maricá na Sapucaí e o retorno de Valéria Valenssa na Avenida, após 20 anos. A empresária recebeu o convite para vir à frente da agremiação, como embaixadora. Maricá é a sexta escola a desfilar no sábado de carnaval pela Série Ouro. Em 2024, Maricá levará para a Avenida o enredo “O Esperançar do Poeta”, que traz luz ao ofício do compositor.

Fotos: AF Assessoria/Divulgação

A relação com Maricá vem de longa data. O pai da eterna Globeleza mora na cidade há 30 anos. Ele optou mudar para lá em busca de melhor qualidade de vida, mas foi em uma adversidade que o carinho de Valéria cresceu pela cidade.

“No início a gente se preocupou, mas lá, realmente, tem qualidade de vida, ele vive bem lá. Sempre fui a Maricá pontualmente, visitá-lo. Tem um ano e meio que a minha mãe foi morar com ele, e, no ano passado, ela passou por uma situação delicada de saúde e foi atendida no hospital público de lá. Foi super bem atendida, tudo muito organizado. E quando eu fui chamada no início do ano pela Prefeitura, pra conhecer o prefeito e todo o trabalho feito lá, voltou esse filme na minha cabeça, sabe? Essa aliança vem de 30 anos. Então eu não estou desfilando por desfilar. Se hoje você me perguntasse qual seria a palavra, seria de gratidão. Gratidão por Maricá.”

A modelo está cada vez mais próxima de Maricá e já conheceu de perto as políticas públicas implementadas pelo município, que em sua opinião, já são exemplos de gestão pública e se tornaram referência pra outros municípios, entre eles destaca a tarifa zero nos ônibus.

“Isso é incrível, eu, por exemplo, tinha dias que tinha só o dinheiro da passagem, da ida para Botafogo para participar de uma seleção de um trabalho. Então, você ter uma cidade que investe nisso, é muito importante, essa oportunidade pros jovens. O atual prefeito me disse que na época em que estudava via muitas vezes seus amigos passarem por essa dificuldade. Então, ele traz essa dor. É importante você sentir a dor do próximo. Estou encantada, estou feliz com Maricá”, disse a empresária que falou sobre a responsabilidade de representar toda a população da cidade na Sapucaí.

“Que responsabilidade! Fico muito feliz, né? Hoje olho pra trás e vejo a minha história. Foi através do samba que eu vi essa transformação toda na minha vida. Foi através do samba, do personagem Globeleza que construí a minha família. Hoje eu tenho dois filhos. Então assim, eu tô num lugar de fala. De poder representar todas essas pessoas. Esse ano a gente vai poder fazer coisas lá em Maricá. E de poder compartilhar um pouquinho dessa experiência. Porque todos nós temos histórias. E a gente passa por tantas situações que às vezes a gente deixa de sonhar. Mas é isso que nos move.”

Valéria fez história no samba em uma época em que o posto de rainha de bateria, por exemplo, era ocupado por modelos, atrizes, jamais por meninas da comunidade. Hoje a realidade é outra. As crias da comunidade ganharam protagonismo e visibilidade. Ao site CARNAVALESCO a modelo falou sobre essa transformação além de relembrar de ícones que fizeram história no carnaval.

“É de vital importância a gente destacar essas pessoas, principalmente pretas, que fazem parte da comunidade. A gente que é do samba, sabe a importância dessas mulheres. E elas também tem a noção dessa importância que carregam. Precisamos lembrar também de mulheres que fizeram história no passado como a Piná e Dona Ivone Lara que foi a primeira mulher a entrar na ala de compositores”, destaca Valéria.

A modelo, que começou sua trajetória no carnaval, hoje atua também como empresária, por ser mulher preta os desafios são sempre maiores, mas Valéria nunca se deixou abater por isso.

“Estou escrevendo um livro que vai ser lançado em março, em que falo de beleza, mas eu acho que ele vai além de beleza. Falo da autoestima, da identidade no autoconhecimento. Se você tem isso dentro de você muito firmado, e eu tenho isso desde pequenininha, você não oscila, sabe? Você sai sabendo que você vai dar o teu recado. E a gente pode chegar aonde a gente quiser, a gente pode estar aonde a gente quiser”, finaliza.

- ads-

Expectativa da Mangueira para o Carnaval 2025 é recuperar lugar de destaque e encerrar os desfiles na terça-feira

Após terminar o Carnaval 2024 em sétimo lugar e ficar de fora do sábado das campeãs, a expectativa é que em 2025 a Mangueira...

Mocidade apresenta novidades na boutique: camisetas dos orixás e boneco temático do Castorzinho

Após o sucesso do lançamento da camiseta em homenagem ao São Jorge, a Estrela Guia de Padre Miguel apresentou novidades para seus torcedores e...

Empolgada com repercussão do enredo, integrantes da Vila Isabel celebram expectativa para o Carnaval 2025

A Vila Isabel terminou o Carnaval de 2024 em sexto lugar. A escola chegou a disputar o primeiro lugar no início da leitura das...