InícioSérie OuroBanguAbre-alas da Unidos de Bangu levou para a avenida a Morada de...

Abre-alas da Unidos de Bangu levou para a avenida a Morada de Aganjú

A Unidos de Bangu foi a terceira escola a entrar na Marquês de Sapucaí na noite deste sábado pela Série Ouro. Com o enredo “Aganjú: a visão do fogo, a voz do trovão no Reino de Oyó, a agremiação da Zona Oeste levou para a avenida a história de uma qualidade de Xangô e apresentou os festejos de Aganju, o Xangô menino, na cultura afro-brasileira.

O carro abre-alas, denominado “O Império do senhor do fogo… A chama da renovação”, representou, como o nome diz, o Império do fogo. A morada de Aganjú foi retratada, assim como o fogo que ilumina, purifica e queima todas as mazelas da humanidade. A alegoria teve tons avermelhados e muitas esculturas, a principal delas foi a de um grande Xangô no centro do carro, o impacto causado foi positivo.

Um dos destaques do carro, o vendedor de 26 anos Gabriel Faleiro, contou que sua fantasia representava Alafim e o fogo. Ele disse também que se identifica muito com o enredo e fez questão de desfilar novamente pela escola.

“Minha fantasia representa o Alafim, eu tô muito feliz por estar aqui, desfilo na escola desde 2019, estive em 2020 e também no ano passado. Agora, nesse enredo sobre Xangô é ainda mais especial, meus amigos brincam que eu deveria ser advogado, eu sou justiceiro, eu acredito na justiça, quando eu vi o enredo da Bangu eu tinha que vir aqui como alafim, como justiceiro e como Xangô”, contou Gabriel.

As composições femininas representaram as guerreiras do rei, em entrevista, a pedagoga Luana Behringer trabalha na área da educação e desfilou pela primeira vez na Unidos de Bangu, para ela, representar o desfile é especial por conta do enredo.

“É uma satisfação muito grande estar aqui hoje em Bangu como destaque. Sobre a ala, o que eu posso falar é que ela representa o Xangô, que é o verdadeiro guerreiro da justiça. É uma satisfação grande, foi um convite inesperado e eu me sinto muito lisonjeada de estar aqui como vocês também. É a primeira vez que desfilo aqui na Bangu, mas já fui madrinha de outras escolas”, contou Luana.

Voltando a desfilar pela escola, a correspondente bancária Jéssica Souza, disse estar muito emocionada por poder fazer parte desse momento especial para a escola que está valorizando a comunidade.

Tenho certeza que será um desfile emocionante, afinal, essa é a escola do meu bairro, eu moro em Bangu desde que nasci, então eu já estou muito emocionada por voltar depois de dez anos, ainda mais com esse enredo tão lindo e tão importante, tenho certeza que a história vai ser contada de uma forma linda e é uma honra poder fazer parte desse momento”, pontuou Jéssica.

- ads-

Rodrigo Meiners não é mais carnavalesco dos Gaviões da Fiel

A direção dos Gaviões da Fiel anunciou a saída do carnavalesco Rodrigo Meiners. Confira abaixo a publicação da escola. "Gostaríamos de informar que o carnavalesco...

Viradouro: arte do enredo de 2025 virá de Pernambuco

A arte do enredo da atual campeã do Carnaval do Rio de Janeiro será escolhida através de um concurso cultural promovido pela Viradouro em...

Festa de premiação do Estrela do Carnaval e Destaques do Ano em São Paulo revela espetáculo das escolas de samba

Por Gustavo Lima e Will Ferreira. Fotos de Fábio Martins/CARNAVALESCO Muitos pensam que toda segunda-feira é um dia frio, triste e melancólico. O último 22...