InícioGrupo Especial'Salgueiro imponente e preparado para vencer', promete Julinho Fonseca

‘Salgueiro imponente e preparado para vencer’, promete Julinho Fonseca

Neste ano, o Salgueiro promete um desfile bem diferente do que vem sendo feito nos últimos anos. Estreante da Vermelho e Branco, o diretor de carnaval Julinho Fonseca provocou mudanças na escola de samba. Em entrevista ao CARNAVALESCO, ele disse que a agremiação vem preparada e imponente para a Passarela do Samba em 2023 e também deu detalhes das diferenças da escola para este ano, como o trabalho de Edson Pereira como carnavalesco.

Um Salgueiro imponente e audacioso. Assim Julinho definiu o momento da agremiação que irá para a Marquês de Sapucaí, neste Carnaval, sob os cuidados do carnavalesco Edson Pereira, conhecido por fazer grandes alegorias.

“Nada diferente do ‘jeito Edson’ de ser. Um carnaval muito grande, acho que a minha chegada é também audaciosa. Eu também gosto desse desafio. O Salgueiro vem bastante diferente, está assustador e vocês podem esperar um Salgueiro bem imponente e grande”, disse o diretor de carnaval.

Um imenso desafio e tremenda responsabilidade. Para Julinho Fonseca, o Salgueiro é um grande destaque na história do carnaval carioca. O diretor de carnaval da agremiação afirmou que a escola virá preparada para competir no espetáculo deste ano.

“É um dos maiores desafios da minha vida. Aos 45 anos, assinando pelo carnaval do Salgueiro, essa escola que é um pilar do carnaval – onde todo mundo quer estar. Temos uma potência e um chão que é muito foda. Com certeza, é um Salgueiro imponente e preparado para o campeonato”, afirmou Julinho Fonseca.

Para o diretor de carnaval, a união e as mudanças no barracão são alguns pontos de destaque do seu trabalho no Salgueiro ao longo dos últimos meses. Conhecer a estrutura e os segmentos da escola de samba, para ele, é fundamental.

“De mudança, primeiramente a união dos segmentos, da nossa potência e da comunidade. Também tem a mudança na logística do barracão. Os segmentos estão unidos e falando a mesma língua. Falar a língua de todo mundo – eu já passei pela bateria, comunidade e harmonia – e acho que, hoje, a gente tem que ter um pouquinho de cada coisa para poder cobrar, falar e estar junto com todo mundo sempre. Esse é o meu diferencial e eu vou seguir assim, se Deus quiser, por muito tempo aqui”, declarou Julinho.

Fazendo jus ao lema “Nem melhor nem pior. Apenas uma escola diferente”. O diretor de carnaval acredita que é diferente comandar uma escola de samba do tamanho e força do Salgueiro.

“É diferente. Esse slogan tem tudo a ver com o Salgueiro. Nem pior nem melhor, aqui é sempre diferente. Muito diferente. Para mim é uma imensa felicidade estar à frente disso”, revelou.

Toda esta imponência, audácia e força poderá ficar evidenciada na Marquês de Sapucaí. O Salgueiro é a quinta escola a desfilar no domingo de carnaval e promete surpreender o público e os críticos.

- ads-

Salgueiro oferece curso gratuito sobre Imposto de Renda para Pessoa Física

O Projeto Salgueiro Social, do GRES Acadêmicos do Salgueiro, em parceria com o Centro Universário Internacional Signorelli, dá início neste mês de abril a...

Leia a sinopse do enredo da Portela sobre Milton Nascimento para o Carnaval 2025

Cantar será buscar o caminho que vai dar no Sol Uma homenagem a Milton Nascimento “Só quem toma um sonho Como sua forma de viver Pode desvendar o...

Três novos enredistas se juntam à equipe da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval de 2025

A Beija-Flor de Nilópolis anuncia a chegada de três novos talentos que formam a equipe de enredistas para o Carnaval de 2025. Bianca Behrenda,...