InícioGrupo EspecialQuesitos da Independente mostram otimismo com desfile

Quesitos da Independente mostram otimismo com desfile

Agremiação esteve pela segunda vez consecutiva no Grupo Especial

A Independente Tricolor foi a quarta escola a desfilar no Anhembi, logo na primeira noite, dia 9 de fevereiro. Com o enredo “Agojie, a Lâmina da Liberdade!”, passou pela primeira vez sem ser abrindo a sexta de carnaval no Grupo Especial, nas outras duas ocasiões foi assim.

Após o desfile, o carnavalesco Amauri Santos contou para o site CARNAVALESCO sua análise: “Foi bem legal, agora aguardamos para saber. A nossa parte foi bem feita e aguardamos para fazer do resultado, mas pelo que nós vimos, pelo que acompanhamos, passamos redonda e passou legal”.

Destacando algo na parte visual do desfile da Independente Tricolor, o carnavalesco da agremiação ressaltou: “Gosto muito da abertura. Acho que tem abertura grandiosa, uma coisa do misticismo e o fechamento também, né? Que a gente começa numa coisa tão ancestral e termina com uma coisa futurista. Eu gosto desses dois modelos”.

Em relação a alguma dificuldade, o carnavalesco falou: “Acompanhei um pouco a escola, parei, voltei. Agora é aguardar tecnicamente aí e os jurados para saber o que acontece”.

O casal, Jeff Antony e Graci Araújo foi formado devido a gravidez da Thais Paraguaçu durante as prévias do carnaval, e a porta-bandeira relatou: “Teve acho que dançar ali na frente do recuo da bateria que a gente pega a energia ainda da monumental já entrando para um jurado. Ali foi um momento que o coração bateu mais forte, a alegria demais”

O mestre-sala Jeff disse: “Momento mais emocionante, tirando esse, para mim também a concentração, né? Onde estamos com os nervos a flor da pele, já emanando boas energias e ao cruzar a faixa amarela é sempre uma grande emoção. Mas como a Graci disse, no decorrer da pista, quando chegamos no meio tem a emoção, pois é onde tem as câmeras, tem o público maior ali, esperando, pois o público de casa consegue acompanhar melhor. Então é onde a gente sente que a gente está sendo bem vistos e todo mundo tá assistindo a gente mandando boa energia, sensação única. Nossa, escola estava linda, nós estamos muito feliz com o resultado porque é uma parceria nova e que com certeza Deus nos abençoe porque a gente é luz. A gente trabalhou muito para esse momento.

Dificuldades durante o desfile, a Graci falou: “Peguei vento principalmente ali na frente do recuo. Mas deu tudo certo, graças a Deus, tudo bem”, e o Jeff Antony: “Só esse momento do vento, mas eu vi que ela foi muito guerreira, minha porta-bandeira foi guerreira quando vi ela dominando Pavilhão, o vento ali não foi uma dificuldade e sim uma força ainda mais para ela seguir firme e guerreira com o nosso Pavilhão”.

O intérprete Chitão Martins estreou oficialmente na Independente e ressaltou sobre o ensaio“O samba é, ele é forte, né? Ele não tem um descanso. Ele é todo tempo atacando para cima, mas eu acho que a parte forte ali é quando chega no Preta.. ‘Preta tenha a cabeça sempre erguida’. Se prepara para o refrão que é uma explosão. Foi bom, a escola veio bonita, a escola veio compacto da escola, desfilou o carnaval, não vi em nenhum momento a escola parando, o tempo todo dia evoluindo, e é isso, cara. Fizemos um bom trabalho. O presidente apresentou uns belos carros aí, a bateria maravilhosa Cassiano veio muito bem no andamento e nas bossas. Agora espera terça-feira ver o resultado que eu tenho certeza que vai ser bom para nós”.

Em relação a dificuldades, o intérprete da Independente disse: “Então para mim foi só esse lance do critério de julgamento. Tenho uma característica de fazer caco, de tentar trazer a arquibancada para o desfile, tive que segurar isso. Mas não me atrapalhou, consegui me adaptar esse novo modelo e a escola veio bem, estudei onde eu tinha que fazer carco e eu acho que deu tudo certo”.

Em avaliação sobre o desfile, o mestre da Independente Tricolor, Cassiano Andrade, ressaltou: “Desfile foi técnico, né? Nós trabalhamos bastante para chegar no dia, já tem todo o preparo aonde vai fazer, onde não vai fazer. Apresentamos tudo que a gente ensaiou com muita certeza e com muita vontade. Com certeza teremos um bom resultado aí”.

O grande momento do desfile para o mestre de bateria: “Foi o momento que a bateria abaixa para o tambor tocar, da mulher tocando o tambor Agojies, é o enredo falando das mulheres pretas. Esse foi o ponto alto do desfile da bateria”.

Sobre dificuldades, o mestre Cassiano falou: “Não, a gente treina, trabalha para isso, dificuldade não, tivesse tido dificuldade estaria tenso, to aliviado, satisfeito com resultado apresentado pela rapaziada aí pela bateria e está confiante para caramba”.

O coreógrafo Arthur Rozas avaliou o desfile da Independente Tricolor: “Emocionante já é, após longos meses de ensaio, conseguir chegar aqui com um projeto assim como a gente sonhou, né? Que ele acontecesse no dia do desfile, então isso já é uma emoção maravilhosa. Passarmos nesta pista de tantos sonhos, de tantos desejos, tantos investimentos e concretizar esse projeto e agora é aguardar para que o melhor nos encontre”.

Explicando sobre a apresentação da comissão de frente, revelou: “Nossa comissão veio representando um ritual Vodu. Nosso enredo fala sobre as guerreiras Agojies e o ritual de fé que elas, um dos rituais que elas emanam, então eu acredito que é quando revelamos a nossa rainha vodu ali da nossa pequena alegoria e o escudo que você vai se abrindo em forma de pétalas de flor para homenagear as mulheres e a nossa rainha vem e convida as outras mulheres para dançar e celebrar junto com ela. Conseguimos colocar no projeto realmente sublinhar a força da mulher preta e enaltecer o ponto principal do nosso enredo”.

Sobre dificuldades no desfile, o coreógrafo disse: “Olha eu confesso para você que no dia eu fico tão concentrado com os comandos, com o tempo e tudo mais, que eu me atrevo a dizer que eu não vi dificuldades. Mas assim é o olhar do coreógrafo, da poesia também, né emocionado, mas tem que se concentrar, conduzindo o grupo com os comandos, de segurar e de avançar, eu acho que fizemos uma bela passagem”.

- ads-

Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues assumem Comissão de Harmonia no Arranco

Para o Carnaval 2025, o Arranco contará com uma Comissão de Harmonia formada por Jackson Carvalho, Marcelinho Emoção e Fabão Rodrigues. Jackson Carvalho começou sua...

Vizinha Faladeira será homenageada com conjunto de Medalhas de Mérito Pedro Ernesto

No próximo dia 23 de abril, a histórica Associação Recreativa Escola de Samba Vizinha Faladeira, uma das pioneiras no cenário do carnaval carioca, terá...

Jorge Silveira exalta preparação da Mocidade Alegre para ganhar duas categorias no Estrela do Carnaval: ‘São Paulo cada vez mais competitivo’

Em 2024, a Mocidade Alegre foi bicampeã do Grupo Especial do carnaval de São Paulo, conseguindo unir beleza e facilidade de leitura para tratar...