InícioEspecialNa expectativa do título, Cubango leva amuletos da sorte para a Avenida...

Na expectativa do título, Cubango leva amuletos da sorte para a Avenida no segundo dia de desfiles da Série A

Por Nathália Marsal

O Acadêmicos do Cubango levou à Sapucaí uma força extra neste sábado para garantir mais notas dez dos jurados. Com o enredo “Igbá Cubango: A Alma das Coisas e a Arte dos Milagres”, a escola niteroiense trouxe para a Avenida a imagem de São Lázaro, padroeiro da agremiação, uma réplica do babalotim que desfilou na escola em 1979, além de muitos objetos de poder e de devoção, entrelaçados nos componentes, alegorias e alas da agremiação.

O coreógrafo Sérgio Lobato, há dois anos na Cubango, levou seu cordão feito com raízes e um crucifixo prateado: um, instrumento de sua religião e o, outro uma herança familiar e de agradecimento.

“Me sinto mais forte. Tivemos algumas notas dez no ano passado, mas tivemos uns problemas por causa da roupa”, disse, confiante para o resultado de 2019.

O carnavalesco da escola de Niterói repetiu a camisa do ano passado, quando o enredo “O Rei que Bordou o Mundo”, em homenagem a Arthur Bispo do Rosário, rendeu 16 prêmios à escola.

“Não tenho muito costume de ter um objeto de sorte, mas resolvi apostar no que deu certo”, brincou Gabriel Haddad.

Já Gustavo Almeida, de 33 anos, que cruzou a Avenida desfilando na ala dos compositores, mostrou as guias que leva por baixo da roupa: uma de Ogum, outra de Xangô e mais uma de Preto velho.

“É para tomar conta dos caminhos, ter justiça e afastar o que for de ruim”, explicou o jovem, que usa as guias desde que nasceu.

Se depender dos esforços de Maria Penha, de 63 anos, baiana na Cubango há cinco anos, a escola já subiu para o Grupo Especial. Além da dedicação, ela usa pulseira com símbolos de figa, pimenta, trevo e número 13. A baiana tenta tudo que está ao seu alcance. “Adoro um misticismo!”.

Os amuletos e as esculturas religiosas aparecem ao longo de todo o desfile para mostrar a alma dos objetos. Desde o igbá e crucifixos aos falsos profetas, a escola mostra que, apesar de toda mandinga, só é campeã aquela que brilha em todos os quesitos.

- ads-

Grande Rio faz primeira reunião com a comunidade e presidente de honra crava: ‘2025 será incrível’

Depois de lançar o enredo que levará para a Avenida em 2025, a Acadêmicos do Grande Rio iniciou o trabalho junto a sua comunidade....

Porto da Pedra confirma Mauro Quintaes na equipe de 2025

A Porto da Pedra confirmou o nome do carnavalesco Mauro Quintaes no time de 2025. O artista, que assinará seu sétimo trabalho na vermelha...

Sinopse da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval 2025

Enredo: “LAÍLA DE TODOS OS SANTOS, LAÍLA DE TODOS OS SAMBAS” INTRODUÇÃO / JUSTIFICATIVA "Veje bem", A importância do Laíla para o Samba e o Carnaval é...