InícioGrupo EspecialMangueirenses projetam desfile emocionante na Sapucaí: 'Um grande resgate às raízes da...

Mangueirenses projetam desfile emocionante na Sapucaí: ‘Um grande resgate às raízes da escola’

Um torcedor e um passista da Verde e Rosa falaram sobre a importância do enredo 'Angenor, José e Laurindo'

Assim como a Vila Isabel, que trará Martinho da Vila como enredo, a Mangueira também homenageará grandes baluartes da escola. A Verde e Rosa levará para a Marquês de Sapucaí as histórias de Cartola, Jamelão e Delegado. Para Rafael Bezerra, torcedor da escola, o desfile será um grande resgate às raízes da Estação Primeira.

“Eu acho que é um grande resgate às raízes da Mangueira. Desde que assumiu, o Leandro vem fazendo esse trabalho de resgate da Mangueira na essência. Vai ser um desfile com uma comunidade muito forte, com uma estética muito bonita, além de bastante história”, disse Rafael, de 30 anos, antes de completar:

“Não temos como saber se será bom ou ruim, mas com certeza será um dos mais emocionantes dos últimos anos para o mangueirense. A comunidade está muito entregue. Nos ensaios que eu fui, dá pra sentir a energia da comunidade para cantar essas três personalidades e isso é muito bom”, emendou o gerente de marketing.

Segunda maior campeã do carnaval do Rio enfrentou um jejum de títulos de 14 anos, entre 2002 e 2016. No período, a escola pouco brilhou e só voltou a se destacar com a chegada de Leandro Vieira, que logo no primeiro ano na Verde e Rosa, conquistou o título, com o enredo ‘A menina dos olhos de Oyá’.

Nos dois anos seguintes, a Mangueira voltou no desfile das campeãs e em 2019, venceu o carnaval novamente, com enredo ‘História pra ninar gente grande’. Com o sucesso do carnavalesco, outras escolas já estudam a contratação de Leandro Vieira para o desfile de 2023.

“Eu acho que o carnavalesco tem uma assinatura, mas a escola é e sempre será maior do que o profissional. Eu espero que ele continue na Mangueira por muitos anos, porque é uma combinação muito boa. Mas eu acho que o que ele fez na escola, embora ele não permaneça, é um trabalho que vai continuar. Com ele, a comunidade se encontrou. A Mangueira andou perdida durante alguns anos e o Leandro ajudou a escola a se encontrar”, disse Rafael.

O passista Willian, de 28 anos, que também comentou a importância da homenagem aos três baluartes da escola. “A Mangueira vai falar sobre três pessoas que são muito importantes para a escola. Tenho certeza que vai ser muito emocionante, com todas as homenagens possíveis. As pessoas podem esperar um desfile muito forte, com bastante emoção, e uma verdadeira volta ao tempo. É muito importante para a escola e para todo mundo que é sambista”, disse Willian, que finalizou:

“A expectativa de todos nós mangueirenses é da permanência do Leandro. Não posso falar como a escola vem, mas o público pode aguardar um carnaval diferente e muito emocionante. Vai ser um grande desfile”, encerrou.

- ads-

Unidos de Padre Miguel preparada para brilhar e abrir os desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2025

A Unidos de Padre Miguel venceu a Série Ouro do Carnaval 2024 do Rio de Janeiro e estará de volta ao Grupo Especial (já...

Beija-Flor de Nilópolis confiante no sorteio da ordem dos desfiles para o Carnaval 2025; Selminha Sorriso quer a segunda-feira

A maior campeã do Sambódromo, Beija-Flor de Nilópolis, tenta se reorganizar depois do oitavo lugar no Carnaval de 2024, o que tirou a escola...

Barracão da Vila Isabel recebe visita de secretário do maior complexo de museus e pesquisa do mundo

O barracão da Unidos de Vila Isabel recebeu na terça-feira a visita de Lonnie G. Bunch III, secretário da Smithsonian Institution, o maior complexo...