InícioGrupo EspecialMangueira faz último ensaio com forte canto da comunidade e show da...

Mangueira faz último ensaio com forte canto da comunidade e show da bateria

Comunidade e ritmistas mostraram muita força e vibração na quadra, dando demonstração do que os mangueirenses vão ver no desfile oficial na Sapucaí

A Estação Primeira de Mangueira promete fazer bonito na avenida no Carnaval 2022. O site CARNAVALESCO esteve presente no último ensaio, antes do desfile oficial, a quadra estava lotada e a comunidade, mais uma vez, deu aula de amor a escola. Com o canto na ponta da língua, os componentes demostraram o quanto o ano sem desfiles fez a comunidade se aproximar ainda mais, mostrando a forte conexão e vibração de todos para cantar cada verso do samba. O enredo ‘Angenor, José e Laurindo’ que homenageia Cartola, Jamelão e Delegado, três grandes ícones da Mangueira e do mundo do samba, fez a quadra pulsar.

A comunidade se destacou muito cantando forte todo o samba, na parte “A voz do meu terreiro. Imortaliza o samba. E quem guardou com amor o nosso pavilhão. Tem aos seus pés a nossa gratidão” que antecede o refrão, era o gatilho para os interpretes deixarem ecoar canto dos seus componentes. Fazendo uma ligação forte para todos emendarem o canto no refrão.

Harmonia e Samba

Não há dúvida que a Mangueira é uma das escolas onde a força da comunidade sempre falou mais alto, com um samba que homenageia ícones que colaboraram para a história rica da agremiação, o resultado não poderia ser diferente. Com a ausência do interprete Marquinho Art’Samba, coube a Lequinho comandar o canto que rapidamente tomou conta de toda a quadra. Além da harmonia com o canto da comunidade, o canto encaixou muito bem com a bateria, comandada pelo mestre Wesley, que deu um verdadeiro show. Os ritmistas puxados pela simpatia e o samba no pé da rainha, Evelyn Bastos, fizeram uma grande apresentação para o público que aplaudiu bastante.

“A Mangueira sempre pisa na avenida como uma das favoritas, a escola possui muitos títulos, a escola é pioneira, uma das matriarcas do carnaval. A Mangueira está preparada para contar a história de Angenor, José e Laurindo que são nossas joias, são nossos pretos reis. A comunidade vive a expectativa, confiamos muito na nossa comunidade, nosso barracão está muito bonito, nós temos uma comissão de frente belíssima, nossas fantasias estão bem acabadas, nosso carnavalesco é da vanguarda e o nosso chão é muito forte. Eu confio muito que esse caneco venha aqui para Estação Primeira de Mangueira com todo respeito as outras”, disse Renato Kort, diretor de harmonia.

“No ensaio técnico mostramos um pouquinho do que vai ser o nosso desfile, porque pisamos na avenida com garra e muita vontade embaixo de chuva. Mostramos que temos um grande samba que vai representar muito bem os nossos ícones homenageados e a nossa escola. A Mangueira está com muita vontade de mostrar na avenida todo o amor que sentimos pelo Carnaval, com certeza vamos representar muito bem os nossos maiores ídolos que são Cartola, Jamelão e Delegado”, disse Lequinho.

Bateria

Regida pelo mestre Wesley, a “Tem que respeitar meu tamborim” deu um show na quadra durante o último ensaio. Com bossas muito bem sincronizadas e ensaiadas, os ritmistas mostraram estar entrosados para fazer bonito na Sapucaí. Um enredo que homenageia ícones que ajudaram a construir a linda história da escola não poderia ser mais propício para o mestre Wesley, nascido e criado no Morro da Mangueira, no Buraco Quente, que
estava leve no ensaio passando a sensação que sua bateria chegou na parte mais importante do ano bem alinhada e com entendimento total do que foi pedido durante os ensaios, e que agora é a hora de com muita garra dar 100% na Sapucaí.

Outro ponto alto da bateria se deu por conta de Evelyn Bastos. Com toda a simpatia e samba no pé, ela deu um show à parte na quadra, muito aplaudida a rainha sambou bastante e fez toda a comunidade se sentir muito representada. Por fim, pega de surpresa, a rainha acabou fazendo um mini-discurso, agradecendo a presença da comunidade e que juntos farão bonito na Sapucaí.

“A bateria está preparada desde janeiro, como os desfiles passaram para esse mês de abril, conseguimos fazer mais alguns ensaios para ajustar algumas partes que ainda estávamos com algumas dúvidas, mas acertamos. Está pronta, nossos instrumentos estão lindos. Vamos entrar na avenida em busca de mais um ano com nota máxima, já estamos vindo assim há dois anos 2019 e 2020. Vamos tentar manter as notas, espero que a bateria não perca ponto nenhum, saia na terça-feira com a sua nota máxima ajudando a escola a colocar mais uma estrelinha na nossa bandeira”, disse o mestre Wesley.

- ads-

Confira a ordem dos desfiles do Acesso 1 de São Paulo para o Carnaval 2025

A Liga-SP definiu na noite deste sábado, em evento na Fábrica do Samba, a ordem dos desfiles do Acesso 1 de São Paulo. As...

Confira a ordem dos desfiles do Acesso 2 de São Paulo para o Carnaval 2025

A Liga-SP definiu na noite deste sábado, em evento na Fábrica do Samba, a ordem dos desfiles do Acesso 2 de São Paulo. As...

Leandro Vieira sobre temática afro nos enredos de 2025: ‘condição raríssima de cidadania e educação pro povo brasileiro’

Tricampeão do Grupo Especial do Rio de Janeiro, o carnavalesco Leandro Vieira publicou nas redes sociais sua opinião sobre a temática afro nos enredos...