InícioGrupo EspecialTuiutiJulgadores de Samba-Enredo apontaram problemas na melodia e nas rimas do Tuiuti

Julgadores de Samba-Enredo apontaram problemas na melodia e nas rimas do Tuiuti

O samba do Paraíso do Tuiuti, com compositores renomados como Moacyr Luz e Cláudio Russo, levou apenas uma nota dez, do julgador Eri Galvão. Os jurados apontaram problemas com rimas, que para eles ‘enfraquece’ a riqueza poética da obra.

“Letra – a insistência nas rimas -ado, -eia/eiro enfraquece a riqueza poética do samba, tornando-o pouco inventivo. (-0,1) Melodia – o samba está construído a partir de frases melódicas muito curtas (inclusive o refrão), tornando-o cansativo durante o desfile. (-0,1) Além disso, os dois refrões apresentam apoio melódico na sensível, acompanhado por acorde de V. Isso tornou os dois muito semelhantes harmonicamente, o que reforçou a ideia de que o samba era pouco variado. (0,1)”, justificou Felipe Trotta.

Alfredo Del Penho elogiou a melodia da obra mas tirou um décimo por conta da alongamento da notas.

“Melodia -0,1. Apesar da bela variação melódica em termos de altura das notas, o samba perde ao ser recorrente na duração das notas de “todo 20 de janeiro” até “sem futuro nem passado” e de “tocam liras na favela” até “pede ao santo proteção” soando alongado em alguns trechos”, disse o jurado.

Alice Serrano apontou problemas na coesão das imagens, do entendimento do enredo através do samba e ainda citou o problema de um samba eufórico para narrar episódios trágicos.

“Letra: faltam detalhes de coesão das imagens, como por exemplo do 6º verso para o 7º verso da primeira estrofe, não ficando claro como Sebastião chegou no mar. A letra é predominantemente metafórica, fazendo com que sejam necessárias analogias, quase todo o tempo, para que o real significado de cada mensagem passada nos trechos da letra seja compreendido. Não trata de forma compreensível a relação do Sebastião Rei de Portugal e o Santo Sebastião. Um enredo complexo, que ao ler profundamente explorado, gerou uma obra menos popular e de difícil compreensão para o público que precisa compreender o enredo através do que lhe é apresentado visualmente e do samba. (-0,1) A letra é enriquecida com uma proposta poética, mas apresenta excesso de rimas em “ado”, e deixa a desejar em beleza nos refrões, com uma sutileza no refrão do meio, que apesar de funcionar bem apresenta proposta melódica bem contrária, proposta melódica em oposição a proposta dos versos. A melodia é “pra cima” enquanto a mensagem dos versos faz referência a acontecimentos dramáticos, como desfecho trágico: o arraial erguido na terra do protetor, Pedra Bonita e Canudo; ou seja, uma mensagem trágica sustentada numa melodia eufórica. (-0,1)”, explicou Alice.

“A segunda estrofe tem os quatro últimos versos terminando na tônica “A”, o que destoa de toda a letra”, disse Clayton Fabio de Oliveira.

- ads-

Compositores do Tucuruvi festejam Estrela do Carnaval de ‘Melhor Samba do Especial de SP em 2024’

Muitos pensam que o encerramento dos desfiles de escolas de samba de São Paulo em 2024 não teria arquibancadas cheias nem emoção já na...

Flávio Campello celebra prêmio Estrela do Carnaval de 2024 da Tom Maior: ‘Nossa escola tem uma alma guerreira’

No carnaval de 2024 a Tom Maior realizou no Sambódromo do Anhembi um desfile que se destacou pela exuberância plástica. A criatividade no uso...

Rock in Rio e Diogo Nogueira levam projeto do Clube do Samba para o Global Village

Novidade na Cidade do Rock, o Global Village vai emocionar todo o público presente nesta edição que celebra os 40 anos de história do...