InícioGrupo EspecialEmocionante! Cinebiografia sobre Mussum tem pré-estreia na Mangueira, grande paixão do humorista

Emocionante! Cinebiografia sobre Mussum tem pré-estreia na Mangueira, grande paixão do humorista

Conhecido como Mumu da Mangueira, o humorista nunca escondeu o amor que sentia pela Verde e Rosa; comunidade marcou presença e se emocionou

A quadra da Estação Primeira de Mangueira se transformou em cinema, na noite de quarta-feira, para a exibição da cinebiografia “Mussum, o Filmis”, que conta a história de um dos filhos fiéis da Verde e Rosa, o sambista-humorista, Mussum, ele que desfilou por anos com a comunidade e, inclusive, atuou como diretor da ala das baianas foi uma das inúmeras personalidades a levar a Mangueira para todos os cantos do Brasil. Dirigido por Silvio Guindane e protagonizado por Ailton Graça, a estreia está marcada para 2 de novembro, porém, a comunidade da Mangueira pôde conferir em primeira mão a emocionante homenagem. Ao final, houve ainda um show com os principais segmentos da agremiação, nele, todo elenco presente do filme sambou ao som dos sambas marcantes da verde e rosa, principalmente, Ailton Graça.

Fotos: Luan Costa/CARNAVALESCO

A comunidade, como esperado, marcou presença em peso para acompanhar a exibição do filme, com cenas gravadas na quadra, foi como se as pessoas se reconhecessem em cena, o filme acerta em retratar de forma fiel a discriminação que o samba sofreu no passado e principalmente a importância da escola de samba na formação de muitas crianças.

Mussum nunca escondeu o amor que sentia pela Verde e Rosa, inclusive, ao lado de Alcione, foi um dos fundadores da Mangueira do Amanhã, projeto social que conta com a participação de crianças e adolescentes oriundas da comunidade. O filme mostrou a relação do humorista com o morro e consequentemente com a agremiação. Para todos os moradores, ele era conhecido como Mumu da Mangueira, tamanha era a identificação que tinha com a escola.

Um dos momentos mais bonitos e que fizeram o público presente se emocionar foi quando Cartola, interpretado brilhante pelo ator Flávio Bauraqui, fez uma participação, alguns foram às lágrimas durante a cena e a caracterização do ator impressionou.

Grande entusiasta do carnaval e principalmente da Mangueira, onde já participou do concurso de samba-enredo no último carnaval, o ator Ailton Graça deu vida ao personagem título do filme. Completamente entregue, ele mostrou que se dedicou de corpo e alma para entregar ao público um trabalho rico em detalhes. Para quem não conheceu Mussum, basta ir ao cinema que vai encontrar uma representação a altura de quem ele foi.

“Esse trabalho, dentro dessa gigante escola de samba foi de muita responsabilidade, agora estar aqui hoje ao lado de tantos gigantes, com tanta gente preta reunida foi um dos grandes presentes que recebi nessa vida”, frisou o ator.

Em sua fala, Ailton também destacou a felicidade de ter sido o escolhido para representar Mussum e falou como foi importante para ele ter a pré-estreia do filme na quadra da Mangueira. Contou ainda que vem tentando controlar a ansiedade e nervosismo com a estreia, e desejou que todos os presentes pudessem se emocionar com a história, além de compartilhar para que mais pessoas fossem aos cinemas assistir.

“Estar aqui hoje é muito importante pra mim, em um dos períodos do Mussum, ele ficou conhecido como o Mumu da Mangueira, isso traz pra gente uma responsabilidade muito grande, enquanto estava ali em cima (camarotes), ouvi algumas histórias de como ele era importante para a Mangueira do Amanhã junto com a Alcione. É um prazer estar, eu estou ansioso, nervoso, vibrando o tempo todo com esse filme, com a história desse filme e em como nossas vidas estão sendo transformadas com a repercussão desse trabalho que ainda nem estreou. Espero que todos os presentes aqui sintam isso, que compartilhem com o próximo para que o máximo de pessoas possa assistir essa homenagem ao nosso querido Mussum”, disse Aílton.

Quem assistir o filme vai se encantar também pelo pequeno Thawan Lucas, o ator interpretou com maestria o Carlinhos, ou seja, o Mussum em sua fase criança, a sintonia com a atriz Cacau Protásio proporcionou inúmeras cenas sensíveis. O ator contou que é torcedor da Mangueira e disse estar muito feliz por estar presente na quadra.

“Eu me sinto muito honrado de estar homenageando esse grande humorista, comediante, compositor brasileiro, são muitas características e se eu ficar aqui falando vou até amanhã, só tenho a agradecer, principalmente, ao meu diretor que me convidou para esse papel, foi uma equipe maravilhosa. Estou muito feliz de estar aqui hoje com tantos amigos, eu amo a Mangueira”, disse o jovem.

Cria da Mangueira desde sempre, a aposentada Deise Lucy, de 65 anos, esteve presente para acompanhar o filme e se emocionou com o que viu, ela, que é filha de um dos baluartes da verde e rosa, cresceu na quadra e ressaltou a importância que Mussum teve em difundir a escola para outras pessoas, Deise aprovou o filme e vai recomendar para os amigos.

“Cada vez que eu piso na quadra é uma emoção diferente, o meu pai é baluarte, eu cresci aqui, é sempre muito especial, a Mangueira é vida, ela é tudo pra gente. O Mussum foi um dos precursores a falar da Estação Primeira de Mangueira, a enaltecer, a tentar acabar com o paradigma do samba mal falado, mal visto. Me sinto privilegiada de estar aqui hoje assistindo esse filme, me emocionei em vários momentos e vou recomendar para todos”, disse a aposentada.

A mangueirense de coração, Viviane Mendes, foi outra a demonstrar muita felicidade e emoção ao final da exibição do filme, segundo ela, foi um grande presente ter tido a oportunidade de assistir o filme antes do grande público, ela também destacou a representatividade de Mussum para todos da comunidade e disse que o filme retrata fielmente a história dele e sua relação com a verde e rosa.

“Pra gente foi uma grande homenagem ser uns dos primeiros a ver o filme aqui na quadra, o Mussum é cria da Mangueira, foi um dos criadores da Mangueira do Amanhã que é uma instituição tão importante pra gente daqui, eu senti emoção do início ao fim, revivi minha infância, ele foi um dos primeiros a falar abertamente do seu amor pela Mangueira, hoje somos reconhecidos muito por conta da contribuição dele, o filme é lindo, retrata direitinho aquela época, tô feliz demais”, contou Viviane.

“Mussum, o Filmis” estreia dia 02 de novembro nos cinemas em todo o Brasil, vale destacar que ele foi o vencedor de Melhor Filme, no Festival de Gramado, e promete emocionar o grande público, visto o sucesso de sua pré-estreia.

- ads-

Darlin Ferratty é a nova rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo

A Inocentes de Belford Roxo anunciou nesta quinta que Darlin Ferratty é a nova rainha de bateria para o Carnaval 2025. Veja abaixo a...

Com lema de ‘ser feliz’, casal da Dragões comemora prêmio de ‘Melhor Casal de SP em 2024’

O casal Rubens de Castro e Janny Moreno é sinônimo de simpatia na avenida, assim como são nas entrevistas com a imprensa. Com um...

Paraíso do Tuiuti realiza feijoada no dia de São Jorge

O feriado pelo dia de São Jorge será de celebração na quadra do Paraíso do Tuiuti. Na próxima terça-feira, 23, a partir das 14h,...