InícioSérie OuroAcadêmicos de NiteróiEm segundo ano de existência, Acadêmicos de Niterói grava faixa para álbum...

Em segundo ano de existência, Acadêmicos de Niterói grava faixa para álbum da Série Ouro com nova voz oficial

A mais jovem agremiação da Série Ouro, criada antes do carnaval passado e ocupando a vaga que era do Acadêmicos do Sossego, a agremiação que leva o nome da principal cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro já conquistou uma posição bastante expressiva no desfile passado, um quinto lugar. Com recursos advindos do aporte financeiro da prefeitura de Niterói, a escola deve continuar sendo uma forte candidata e amadurecer a partir dos próximos anos para sonhar com voos mais altos. Após apostar em Danilo Cezar, vindo do Espírito Santo no carnaval como voz oficial da Azul e Branca, tendo passado por um período com o cantor Guto, a Acadêmicos de Niterói chega a gravação oficial do samba para a Liga RJ com Tuninho Júnior que recebe sua primeira oportunidade como intérprete principal na Marquês de Sapucaí. Recém chegado à comunidade niteroiense, o profissional falou à reportagem do CARNAVALESCO sobre como foi a recepção dos componentes.

Fotos: Lucas Santos/CARNAVALESCO

“O primeiro ensaio para mim foi maravilhoso, a comunidade em peso participou e me deu as boas vindas na nossa quadra.Sentir o carinho das pessoas que estão ali para apoiar, defender e mostrar o amor ao seu pavilhão, é enriquecedor! A direção da escola tem confiança em mim, assim dando total autonomia para realizar um ótimo trabalho junto ao meu carro de som”, conta o intérprete.

Tuninho começou no carnaval em 2004 como intérprete oficial da escola mirim Aprendizes do Salgueiro. Em 2018 foi intérprete oficial do Acadêmicos do Salgueiro. Fez parte do carro de som da Vila Isabel e Império Serrano e foi voz oficial da Vizinha Faladeira e Unidos do Cabuçu. Atualmente também é intérprete oficial da Independentes de Olaria, da escola Andanças de Cigano, em Manaus, e integra o carro de som da Unidos da Tijuca.

Para o próximo desfile, a caçulinha da Série Ouro vai apostar no enredo “Catopês – Um céu de fitas”, desenvolvido pelo carnavalesco Tiago Martins. O Catopês surgiu através das mãos dos negros de antigas fazendas na região do antigo Arraial das Formigas, nos dias atuais, a cidade de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. Foram esses grupos de negros, que sedimentaram toda a estrutura da festa de cunho religioso voltado às liturgias católicas em menção e honra ao reinado de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e o Divino Espírito Santo. Sobre o desfile do próximo carnaval, o presidente Hugo Júnior em conversa com o site CARNAVALESCO em Marechal Hermes, no M&C Studio, comentou sobre o tema que a escola vai levar para a Sapucaí e aproveitou para elogiar o samba para o próximo desfile que recebia os últimos retoques durante a gravação.

“Acabou um carnaval e já iniciamos o trabalho do outro, com muita felicidade estamos levando o enredo “Catopês – Um céu de fitas” . O samba veio com a mesma pegada que o enredo, é um enredo forte, é um samba aguerrido que vai mexer com todo mundo. É um samba que foi muito abraçado por todos que participaram do processo”, garante o mandatário.

O samba foi desenvolvido através do formato de encomenda pelos autores Júnior Fionda, Tem-tem Júnior, Júlio Pagé, Rod Torres, Marcelinho Santos, JB Oliveira, Marcus Lopes, Gilson Silva, Edu Casa Leme e Richard Valença. Sobre o resultado deste processo, o presidente Hugo Júnior afirmou estar bastante satisfeito com a obra finalizada e comparou com o trabalho realizado para o carnaval passado.

“Nós decidimos por desenvolver o processo de um samba encomendado, a gente tem grandes nomes do mundo do carnaval, Tem-Tem Jr, Fionda. A gente montou um samba para chegar e rasgar a Avenida, já tendo grandes sambas na nossa gestão, ano passado também levamos um grande samba e está sendo uma rotina da Niterói levar sambas fortes, sambas para cima, para frente, para alegrar o folião e quem estiver lá curtindo o nosso desfile na Marquês de Sapucaí”, entende o dirigente.

“Sagrado tambor de fé/ É de enfrentar maré/ Brada seu vissungo Africano chão fecundo/ que o escravo ganhou o mundo para louvar seus ancestrais” são versos da cabeça do samba que trazem para o canto uma intenção de ataque, levado a obra para já desde o início ter caráter bastante para a frente. O intérprete Tuninho Júnior teve cerca de 10 dias para conhecer e trabalhar a obra com as suas características. Durante a gravação, o cantor já mostrou estar bastante familiarizado com o samba e elogiou a composição que vai entoar na Sapucaí.

“O samba tem um caráter aguerrido! Eu vou entregar toda a minha dedicação e carinho, acredito no potencial desta obra e tenho certeza que vai crescer muito com comunidade até o ensaio técnico, para explodir e encantar no desfile na Sapucaí! Acredito muito em um trabalho incrível junto a bateria do Mestre Demetrius. E para este momento de colocar a voz na faixa oficial da Niterói para o álbum da Liga RJ, a minha preparação para gravar e para executar o samba envolveu fonoaudióloga e aulas de canto.Eu faço acompanhamento com a minha fonoaudióloga Dafinne Santiago”, explica o cantor.

Bossas já definidas para o desfile e promessa de um carnaval bem adiantado

Renovado à frente da bateria da Acadêmicos de Niterói, mestre Demétrius quer manter o gabarito das notas, já que o comandante da “Cadência de Niterói” conquistou no desfile passado três notas 10 e um 9,9, descartado na apuração. Com experiência de já ter comandado a bateria da Cubango e da Tradição, além de ter sido diretor de diversos mestres no Grupo Especial, Demetrius parte agora para o desafio dos 40 pontos e conta com os ritmistas da Azul e Branca para isso.

“Agradeço a oportunidade de estar à frente da “Cadência de Niterói” por mais um ano. Também deixo meu sentimento de gratidão a todos os ritmistas e diretores que fizeram parte do carnaval de 2023. Seguiremos trabalhando bastante em busca sempre do melhor. Podem aguardar mais um belo show em 2024”, promete o mestre.

Sobre o trabalho desenvolvido para o desfile e especificamente para a gravação do álbum da Série Ouro, Demétrius revelou que já tem desenvolvido o que planeja levar para a Marquês de Sapucaí. Parte das bossas e convenções já vai poder ser observado na faixa da Acadêmicos de Niterói.

“A gente fez um ensaio para passar o samba, e preparamos até uma convenção na cabeça do samba. Estamos planejando vir com três paradinhas para levar para o desfile, mas para a gravação só vamos ter uma ou duas. Em relação ao ensaio, vamos trabalhar às quartas-feiras até irmos para os ensaios de rua na Amaral Peixoto, que é aos domingos. Nestes treinos na quadra, a gente faz um trabalho de divisão com cada naipe,depois junta a bateria para passar o samba e preparar para o carnaval 2024”, explica o comandante da Cadência de Niterói.

Com a gravação concluída, a escola vai focar no trabalho de ensaios de cantos até ir para a Avenida Amaral Peixoto. Outro foco de atenção é nos trabalhos de ateliê e barracão. Sobre esta parte, o presidente Hugo Júnior fez questão de tranquilizar o coração da comunidade niteroiense ao garantir que tudo está bastante adiantado.

“A escola está se movimentando, estamos com os ateliês a mil por hora, no barracão já estamos confeccionando as alegorias. O carnaval já tem data e hora e nós não estamos deixando a desejar, esperem aí uma grata surpresa que vai ser o carnaval da Acadêmicos de Niterói. Vai ser mais um grande espetáculo da nossa escola”, promete o mandatário.

Com o enredo “Catopês – Um céu de fitas”, a Acadêmicos de Niterói será a sétima e penúltima escola a desfilar na primeira noite de apresentações das escolas da Série Ouro, que se iniciaram na sexta-feira de carnaval.

- ads-

Sinopse da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval 2025

Enredo: “LAÍLA DE TODOS OS SANTOS, LAÍLA DE TODOS OS SAMBAS” INTRODUÇÃO / JUSTIFICATIVA "Veje bem", A importância do Laíla para o Samba e o Carnaval é...

Cícero e Lara comentam enredo da UPM para o Carnaval 2025: ‘Foi amor à primeira vista’

Cícero Costa e Lara Mara, pai e filha, são diretores de carnaval da Unidos de Padre Miguel. A escola, em preparação para o Carnaval...

Fazendo jus ao nome escola de samba, Tarcísio Zanon encontra receita para os enredos da Viradouro

Tarcísio Zanon, carnavalesco da Viradouro desde 2020, conversou com o site CARNAVALESCO e revelou o que esperar da Vermelho e Branco de Niterói para...