InícioIntendenteBotafogo Samba Clube faz desfile com boa plástica e evolução positiva

Botafogo Samba Clube faz desfile com boa plástica e evolução positiva

Quarta escola a desfilar pela Série Prata na noite desta terça-feira, o Botafogo Samba Clube levou para a Intendente Magalhães o enredo “Taina-Kan: A Estrela Solitária”, do carnavalesco Ricardo Hessez. Sem grandes falhas, o desfile da agremiação alvinegra foi marcado pela evolução acertada e o bom acabamento das fantasias e alegorias.

Fotos: Raphael Lacerda/CARNAVALESCO

Comissão de frente

Sob o comando do coreógrafo Jhon Gomes, a comissão de frente chamou atenção pela beleza das fantasias, além da coreografia sincronizada e muito bem desenvolvida.

Mestre-sala e Porta-bandeira

A dupla formada por Diego Moreira e Beatriz Paula fez uma apresentação de muita conexão e talento, que uniu bailado tradicional e pequenas coreografias em referência ao samba-enredo. Destaque para os giros da porta-bandeira, além dos elegantes torneados e meias-voltas do mestre-sala. Nas quatro cabines, o quesito conseguiu se sair bem e foi aplaudido pelo público.

Enredo

O Botafogo Samba Clube levou para a Passarela do Samba Suburbana o enredo “Taina-Kan: A Estrela Solitária”, de autoria de Ricardo Hessez, Allan Barbosa e Marcelo Adnet. A obra contou a história de amor e rejeição entre uma indígena e uma estrela solitária. Com essa proposta, a agremiação uniu a temática indígena com principal símbolo da equipe de futebol.

Alegorias

O primeiro tripé trouxe a estrela, símbolo do enredo e da agremiação, nas cores verdes. Destaque para o abre-alas. Realçado pela iluminação e efeitos pirotécnicos, o carro chamou atenção pelo acabamento e a riqueza de detalhes. O conjunto de alegorias e fantasias foi um dos destaques da agremiação.

Fantasias

Fantasias ricas em detalhes e com um bom acabamento. Muitas delas uniram a estética indígena às cores do clube de futebol e da agremiação. Destaque para a fantasia de baianas.

Harmonia

Em boa parte do desfile, o canto da comunidade foi regular. O ponto de destaque era no refrão final do samba-enredo “Ninguém entende esse sentimento// Botafogo Samba Clube, escolhido pra te amar”. Já na última cabine, o som da avenida foi desligado e dificultou o desenvolvimento do quesito nas últimas alas. No geral, os componentes abraçaram o samba, mas poderiam ter cantado com mais fôlego.

Samba-enredo

A obra é de autoria dos compositores Chicão, Pitty de Menezes, Valentina Faria da Silva, Valtinho Botafogo, Gilmar Ferreira, Gabriel Coelho, João Cleber Carvalho de Souza, Thiago Meiners, Rodrigo Alves, Richard Valença e Rodrigo Pessanha. O samba-enredo passou bem na avenida. O trabalho do carro de som comandado pelo intérprete Chicão, e da bateria do mestre Diogo Carbonell contribuiu para o bom rendimento.

Evolução

A escola passou bem e encerrou o desfile aos 38 minutos. Com uma boa evolução, os quesitos puderam se apresentar com calma e os componentes brincaram carnaval. Apesar disso, as últimas alas estavam um pouco mais tímidas, mas puderam encerrar o desfile com calma.

Outros destaques

Destaque para a bateria Ritmo Alvinegro, que teve um grande entrosamento com o carro de som comandado pelo intérprete Chicão.

- ads-

Hugo Júnior deixa presidência da Acadêmicos de Niterói

Hugo Júnior publicou uma carta de desligamento na segunda-feira informando sua decisão de deixar a presidência da Acadêmicos de Niterói. Veja abaixo o texto. "Eu...

Maiores Ganhos com Apostas — Ranking Pin Up

Maiores Ganhos já Obtidos com Apostas A maioria dos apostadores que trabalham com estratégia e fazem palpites com base em estudos já experienciaram bons resultados. Provavelmente...

Conheça o enredo da União da Ilha para o Carnaval 2025

A União da Ilha anunciou o enredo para o Carnaval 2025. O carnavalesco Marcus Ferreira será o responsável pelo desfile. Veja abaixo a publicação...